Por que o cobre é o metal chave para a economia verde?

economia verde

Com os temas de sustentabilidade cada vez mais comuns, principalmente dentro das empresas, novos conceitos acabam surgindo, como a economia verde, um modelo econômico alternativo ao que estamos vivendo nos dias de hoje.

Diante disso, novas estratégias e estudos estão sendo realizadas pelos especialistas e, principalmente, pelas empresas, que buscam apresentar a sustentabilidade como um dos grandes pilares para apresentar uma imagem positiva e estar em conformidade com o ESG.

E uma dessas estratégias é a utilização cada vez maior de alguns tipos de metais, como por exemplo, o cobre, um dos primeiros metais a ser descoberto pela humanidade, em meados de 9000 a. C, no Oriente Médio. 

Considerado o pilar da velha economia, o cobre já é chamado de “novo petróleo”, principalmente pelas suas caraterísticas e benefícios proporcionados tanto para o meio ambiente, quanto para a população. Acompanhe o artigo e entenda os principais motivos para o cobre ser o metal chave da economia verde!

O que é a economia verde?

Antes de entendermos os principais motivos que levam o cobre ser o metal chave para a economia verde, é necessário sabermos um pouco mais sobre esse conceito.

A economia verde surgiu no Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (Pnuma), em 2008. De acordo com o programa, a sua finalidade é tornar a economia atual mais sustentável, com mais inclusão social, consumo responsável, baixa emissão de carbono e outros pontos que levam em consideração o meio ambiente.

Ou seja, ela sempre leva em consideração o desenvolvimento sustentável, prevalecendo o crescimento econômico através do bem-estar social e diminuição de impactos no meio ambiente, como maior eficiência com o uso dos recursos naturais.

A ideia de ter o segmento econômico como um dos principais compromissos é resultado de uma série de análises que o setor tem a ganhar, como desenvolvimento de novas empresas, geração de renda e novas ofertas de emprego.

O cobre é o metal chave para a economia verde

Diante do fato da economia verde buscar a redução dos impactos negativos, diversos materiais estão sendo testados e analisados para serem mais utilizados.

Um desses materiais é o cobre. Especialistas do Goldman Sachs, uma das maiores empresas do setor financeiro do mundo, apontam que não existe descarbonização sem o cobre.

Entre as principais características do material, está a possibilidade de economizar na transmissão de eletricidade de fontes solares e eólicas. Além disso, o material também está presente nos pontos de recarga de veículos elétricos.

É importante citar que, no futuro, os automóveis serão elétricos. Na Europa, por exemplo, já existe um movimento maior para a implementação desse modelo de veículo e já foi sancionada a obrigatoriedade a partir de 2035.

Em função disso, a procura pelo cobre será ainda maior. Só para motivos de comparação, um veículo elétrico possui quatro vezes mais quantidade de cobre do que um veículo com motor de combustão. Nas usinas eólicas o cobre também é utilizado quatro vezes mais.

Portanto, o que podemos imaginar é um aumento na demanda do cobre. Atualmente, somente 3% do material é utilizado para os fins da economia verde, algo que até 2030 pode chegar até 16%, segundo os analistas do Goldman.

A situação do cobre no Brasil

O Brasil pode ser um grande aliado nesse quesito se tratando do cobre. Atualmente, o país é responsável por 7% da produção mundial de cobre e, de acordo com a ANM, em 2020 foram mais 1,3 milhão de toneladas do minério produzido.

Os estados do Pará e de Goiás representam juntos cerca de 91% de toda a produção do país, com maior destaque para o estado da Região Norte que representa 85% do total. Portanto, o Brasil também tem um grande potencial para garantir a economia verde.

Nos últimos anos, o preço do cobre tem sofrido grandes aumentos, o que também impacta nas importações do país. E uma das grandes razões do aumento tem relação direta com a China, que aumentou a sua produção de veículos elétricos.

Ou seja, é o momento do Brasil incentivar cada vez mais a sua mineração e realizar investimentos para garantir que haja demanda durante todo o crescimento da economia verde. Os setores dependem do cobre e, diante da sua grande capacidade, o país pode ter a sua economia impactada positivamente em caso de maiores investimentos.

Conte com a Coppermetal para o avanço da economia verde

Como pudemos ver, a economia verde é um dos principais caminhos para um desenvolvimento mais sustentável.

Nós, da Coppermetal, prezamos pelo assunto e reafirmamos o nosso compromisso em atender os principais requisitos de qualidade do mercado. Além disso, a sua indústria pode contar com a nossa parceria para, juntos, termos um mundo mais sustentável.

Como distribuidores de aço, metais e metais não ferrosos há mais de 30 anos, o cobre faz parte do nosso portfólio de matérias-primas. Nossa empresa oferece um material de altíssima qualidade e a preço justo.

Para saber mais, entre em contato com a nossa equipe clicando aqui!