7 questionamentos que devem ser feitos antes de comprar aço carbono

açp carbono

O aço carbono é uma liga metálica fruto da união entre o ferro e o carbono. Ele possui excelente dureza, a depender dos diferentes níveis de carbono na sua composição – que pode variar de 0,008% a 2,11%. Essa liga se destaca na construção civil e na manufatura por ser bastante resistente e flexível, disponível em vários formatos. 

A seguir, confira 7 perguntas e respostas pertinentes que você precisa saber antes de comprar o aço carbono!

1- O aço carbono precisa ser usinado?

Não necessariamente. O aço carbono, especialmente com baixo carbono (até 0,30% da composição), é um material usinável.  Na prática isso significa que o tratamento térmico é dispensável para diferentes opções. O fresamento do aço carbono é um processo recomendado para garantir a integridade do material. 

O fresamento é importante porque a partir dele é possível criar superfícies mais planas, o que para a fabricação de automóveis e outros segmentos da indústria, acaba sendo uma vantagem. O CNC também pode ser um processo de usinagem do aço carbono para garantir o alto padrão de qualidade e flexibilidade do produto.  

2- Ele precisa ser soldado?

Não. O aço carbono não precisa ser soldado pois sua principal matéria-prima é o ferro. No entanto, quando se possui um nível baixo de carbono e outros elementos incorporados à liga metálica, o produto pode vir a ser soldado. Para esses casos, é necessário levar em consideração alguns pontos:

  • A quantidade de carbono na mistura (quanto mais carbono, menos soldável);
  • A taxa de resfriamento;
  • A composição química (outros metais envolvidos na liga).

O nível de carbono é considerado baixo quando está menor do que 0,30%, ou seja, passando disso, não é necessário soldar. Isso é uma grande vantagem para as indústrias, que economizam em processos e focam na aplicação do produto. 

3- Quais são os requisitos de resistência do aço carbono? 

A resistência do aço carbono pode ser mensurada pela sua tensão mínima de escoamento, especialmente quando o material é voltado para a construção civil e manufatura. 

O aço carbono de média resistência apresenta limite de escoamento que varia de 195 a 259 MPa. Um exemplo prático que se encaixa nessa categoria é o aço A36. 

 Já os aços de alta resistência e baixa liga são aqueles que têm limite de escoamento que pode variar de 290 a 345 MPa. Um exemplo de liga metálica com essa característica é o aço A572 e o A 242.

Por fim, os aços tratados termicamente possuem escoamento mínimo de 630 a 700 MPa. Como exemplo, temos o aço A709.

4- Ele possui boa conformabilidade?

 Sim. O aço carbono é uma liga metálica bastante flexível e se adequa a diferentes aplicações. A seguir listamos o uso do metal nos dias de hoje na maior parte das vezes:

  • Utilidades domésticas como utensílios para cozinha;
  • Equipamentos para cozinha industrial e restaurantes;
  • Hospitais e laboratórios;
  • Indústria automobilística (carros, caminhões, metrôs, bicicletas);
  • Construção civil (seja como parte da obra ou matéria-prima principal);
  • Embalagens de aço para transporte de alimentos e produtos químicos;
  • Indústrias termelétricas, hidrelétricas, nucleares, entre outras.

Fizemos uma lista enxuta, mas a verdade é que essa liga de aço é muito flexível e, a depender do nível de carbono na composição, é bastante durável. 

5- Ele precisa ser tratável termicamente?

 Não. O aço que possui até 0,30% de carbono não tem necessidade alguma de tratamento térmico, pois possui baixa dureza e alta tenacidade. 

Se por acaso o nível de carbono for superior a 0,30%, a liga metálica irá possuir maior resistência para tratamento térmico. Lembre-se: quanto maior a quantidade de carbono, mais resistência térmica e dureza. 

6- Ele precisa ter boa resistência à corrosão? 

Não. Se comparado ao aço inox, o aço carbono não possui tanta resistência à corrosão, mas, a depender do nível de carbono na mistura, o material tende a ter aumento de resistência à oxidação.

7- Quais são os tipos de aços mais comercializados no Brasil?

Existem três principais ligas de aço carbono comercializadas no Brasil e no mundo. Elas podem ser utilizadas para diferentes finalidades e diferem justamente na quantidade de carbono presente na composição. Listamos elas a seguir:

 

  • Alto Carbono: essa liga possui o carbono entre 0,50% a 2,11% de toda a composição. Por essa razão, ela apresenta maior resistência ao desgaste e alta durabilidade. No entanto, sua ductilidade é menor quando comparada às outras ligas. 
  • Médio Carbono: nesse caso, os valores de carbono na liga variam de 0,30% a 0,49% do total. É possível identificar mais resistência para tratamento térmico, porém menor dureza e tenacidade em comparação ao alto e baixo carbono respectivamente. 
  • Baixo Carbono: O baixo carbono possui o índice de 0,05% a 0,30% na liga metálica. Apresenta resistência menor do que as outras ligas, porém, pode ser soldável e usinável se necessário. 

 Gostou de saber mais sobre o aço carbono? Esperamos que essas questões tenham ajudado você a tomar decisões quanto à aplicação desse material. A Coppermetal trabalha há 30 anos oferecendo metais e ligas metálicas de qualidade para indústrias de todos os segmentos. 

Para saber mais, solicite um orçamento clicando aqui!