As temperaturas de fusão das ligas metálicas

Ligas metálicas

As ligas metálicas são o resultado da mistura de dois ou mais componentes metálicos e não metálicos da tabela periódica. Além disso, este metal também precisa ser encontrado em maior quantidade dentro dessa mistura. Isso acontece porque os metais puros (como ouro e o alumínio) não apresentam todos os atributos necessários para serem aplicados no cenário industrial.

Assim, as ligas metálicas acabam oferecendo propriedades que os metais isoladamente não possuem, o que permite que elas sejam utilizadas e empregadas nas mais diferentes finalidades.

O que é um ponto de fusão?

O ponto de fusão é, basicamente, a temperatura na qual uma substância (no caso, o metal) muda do seu estado sólido para o líquido. Além disso, na temperatura de fusão, a fase sólida e a fase líquida de um metal estão em equilíbrio.

A questão é importante porque cada metal atinge o ponto de fusão em temperaturas diferentes e isso torna o processo de fundição de metais mais complexo, visto que cada liga metálica tem uma “receita” de componentes químicos diferentes, tornando a produção de algumas ligas mais complexas e outras mais simples.

O ponto de fusão das principais ligas metálicas usadas na Indústria

Como já falamos anteriormente, uma liga metálica é uma mistura de duas ou mais substâncias, sendo que uma delas precisa ser, necessariamente, um metal. Veja a seguir suas temperaturas de fusão:

Aço

O aço é formado majoritariamente pelo ferro (com 98,5% da sua composição), mas também apresenta traços de carbono, enxofre, oxigênio e silício. Em geral, o aço é usado na confecção de peças que sofrem bastante tração, visto que ele é mais resistente a essa força do que o ferro puro.

Além disso, o aço também é uma liga metálica comumente usada para produzir outras ligas e o seu ponto de fusão está em torno de 1370 a 1510 ºC.

Aço Inox

O aço é composto por 74% de aço, 18% de cromo e 8% de níquel. Por ser bastante inoxidável, ele costuma ser usado na produção de peças de carros, talheres, brocas e outros utensílios. Seu ponto de fusão gira em torno de 1510 ºC.

Ouro 18 quilates

Essa é uma das ligas metálicas mais conhecidas, sendo formada por 75% de ouro puro, 13% de prata e 12% de cobre. O ouro 18 quilates também é mais macio do que o metal puro, mantendo seu brilho, durabilidade e qualidade. Seu ponto de fusão é de 1.025ºC (ouro amarelo) e 1.035ºC (ouro branco).

Bronze

O bronze é formado por 67% de cobre e 33% de estanho, sendo que a sua principal característica é a resistência ao desgaste, por isso, ele é muito utilizado na confecção de sinos e medalhas. O ponto de fusão do Bronze varia entre 900º C e 1000º C.

Latão

Essa liga é formada pela mistura de 55 a 95% de cobre e de 45% a 5% de zinco. Outros metais como o alumínio, o chumbo e o estanho também podem ser adicionados, variando assim quantidade de materiais e alterando as propriedades da liga.

Por ser bem flexível, o latão é muito usado na fabricação de instrumentos musicais, como a flauta e o saxofone, além de tubos e torneiras. No geral, o ponto de fusão do latão fica entre 900ºc-940ºc

Amálgama

Conhecida por ser usada em obturações dentárias, a amálgama é uma liga formada pela mistura de prata (70%), estanho (18%), cobre (10%) e mercúrio (2%). Nesse sentido, ela se caracteriza por ser resistente a oxidação e a corrosão, além de ser muito maleável, o que facilita a sua moldagem. Outra característica marcante dessa liga é sua baixa temperatura de fusão, em torno de 68ºC.

As ligas metálicas e o setor industrial

Por serem modificadas e mais aprimoradas que os metais puros, as ligas metálicas podem ser utilizadas em inúmeras finalidades. Por exemplo, elas são de extrema importância para o setor industrial brasileiro, e são utilizadas em metalúrgicas, construção civil, usinas e em muitas outras, o que comprova a sua importância e necessidade.

Se você precisa de ligas metálicas entre em contato com a nossa equipe e solicite uma proposta personalizada para o seu negócio.

Esperamos por você!