Diferentes tipos de corte de metais

tipo de corte de metais

Dentro das indústrias, as ligas metálicas possuem uma grande importância e são consideradas um dos principais materiais. No entanto, para que elas sejam aproveitadas da melhor maneira possível e com maior assertividade nas produções em alguns segmentos ou aplicações, é necessário que elas passem por um dos diversos tipos de cortes de metais.

Esse processo, também chamado de corte de chapas metálicas, está englobado na fabricação de diversos produtos, como o de máquinas, ferramentas, autopeças, móveis e muitos outros. O seu objetivo é deixar a produção ainda mais personalizada e sem margem para erros.

Para saber qual o modelo correto a se usar, é necessário levar em consideração alguns pontos, como o tipo do aço, a espessura e o volume do material, bem como qual a aplicação que aquela peça será utilizada.

Atualmente, o mercado disponibiliza diversos tipos de cortes de metais, e nesse artigo vamos conhecer os principais e qual deve ser o escolhido para a sua produção.

Os 4 tipos de cortes de metais

Cada modelo de corte possui uma característica específica. Portanto, antes de fazer a sua escolha, é necessário saber bem como cada corte funciona. Abaixo, separamos os quatro principais tipos e tudo o que você precisa entender sobre eles. 

Corte a laser

Esse processo de corte é um dos mais utilizados pelas indústrias metálicas devido a sua alta precisão. O corte a laser é concentrado em cortes menores, o que garante que esse processo seja feito com muito mais eficiência e melhor custo-benefício para metais mais finos.

Assim como os lasers que conhecemos, esse feixe de luz é altamente focalizado, formando uma lâmina que realiza um corte específico e certeiro. As espessuras de metais que se beneficiam desse corte possuem em média 0,5 mm e 6 mm de espessura, podendo chegar até 50 mm em caso de materiais mais grossos.

Corte a plasma

O corte a plasma é um processo muito semelhante a soldagem por arco elétrico e possui as maiores vantagens com relação a qualidade, velocidade, precisão e consumo de energia. É utilizado gás em alta temperatura para cortar materiais que conduzem eletricidade, sendo a melhor opção para componentes ferrosos e não ferrosos.

Geralmente, as espessuras mais beneficiadas por esse tipo de corte são entre 11 mm e 25 mm, mas as recentes atualizações já permitem que esse processo seja feito em metais com 75 mm de espessura, além de cortes de metais de 160 mm.

Oxicorte

Assim como o nome diz, esse tipo de corte utiliza oxigênio, que será misturado com gás combustível. Nesse processo, que também é chamado de oxicombustível, a peça é super aquecida a temperaturas entre 700ºC e 900ºC e em seguida o operador aplica um jato de oxigênio puro.

Com isso, ocorre a formação de óxidos líquidos do metal, e, por ser uma reação altamente exotérmica (energia transferida do meio interior para o meio exterior), o metal pode ser repartido em duas partes. 

É importante ressaltar que esse tipo leva vantagem no caso do aço não exigir acabamento refinado e as peças possuírem mais de 50 mm de espessura, sendo um dos mais econômicos para a indústria.

Corte jato d’água

Por fim, o último tipo de corte que iremos abordar é o jato d’água. Esse modelo possui uma exclusividade, que é o de poder perfurar e cortar qualquer tipo de material, seja ele metálico ou não. O vidro temperado é o único material que não se encaixa nesse quesito, pois em contato com o jato pode se romper. 

O seu funcionamento ocorre da seguinte maneira: um equipamento gera pressão na água, que ao se converter em alta velocidade, pode ser quatro vezes maior que a velocidade do som. O corte será favorecido com a adição de material abrasivo, podendo perfurar assim aços com até 300 mm de espessura. 

Mais raro de ser utilizado devido ao seu alto custo e mais lento com relação aos outros tipos, esse tipo de corte possui o benefício de render um melhor acabamento, sendo utilizado apenas em projetos especiais.

Qual o tipo de corte de metais escolher?

Como pudemos ver, não existe um tipo de corte de metais correto para se escolher. Isso porque tudo irá depender das características que o produto possui, bem como para qual finalidade ele será desenvolvido.

Além disso, fatores como custo-benefício, velocidade e consumo de energia também são avaliados na hora de realizar o corte. 

A Coppermetal é referência há mais de trinta anos em metais e ligas metálicas, sendo a parceira que o seu negócio precisa. Nossos consultores são treinados e especializados para recomendar o tipo de corte mais adequado conforme a necessidade da sua produção.

Caso queira saber mais sobre os tipos de cortes de metais ou como podemos ajudar o seu negócio, clique aqui e fale com a nossa equipe comercial.